Vigésimo oitavo dia de meditação do mês de São José

28 março

Clique aqui e faça a oração inicial para todos os dias do mês de março.

Oremos, pedindo a graça de evitar a precipitação.

São José era Prudente

A prudência não destrói a simplicidade nem a retidão: é uma trincheira em defesa duma e doutra. – São José não estreitava amizade com todos: experimentava, observava antes de abrir o coração. – São José contava com a Providência, mas sabia que ela só intervém, quando se tem feito por si tudo o que se pode, e agia como se tudo dele dependesse. – São José sentia-se protegido por Jesus e Maria, mas evitava toda a ocasião do mal, considerando que Deus, não faz milagres por aqueles, que se expõe voluntariamente. Três coisas nas quais preciso imitar-vos, ó São José: a escolha de meus amigos, a assiduidade em meu trabalho e a fuga das ocasiões.

Velarei sobre mim, invocar-vos-ei para que sempre me ampareis.

EXEMPLO

A 19 de Março de 1870, numa pequena cidade da Itália, em conseqüência de uma desgraça que se dera na família, um moço de trinta e três anos foi acometido de tão viva dor e tamanha exaltação mental, que resolveu por termo a própria vida e, para esse fim, disparou um tiro de pistola sobre o coração. Ao golpe sinistro, caiu o infeliz banhado em sangue, porém vivo, e ao invés de arrepender-se e implorar socorro, pedia que acabassem de matá-lo quanto antes. São assim esses pretendidos espíritos fortes; não podem suportar um instante de adversidade e diante da tribulação facilmente desesperam e sucumbem. O triste acontecimento consternou profundamente a família da qual as pessoas mais piedosas logo se lembraram de recorrer ao valimento do grande Santo que a Igreja festejava nesse dia. Muitas fervorosas orações foram dirigidas ao santo Patriarca e este as ouviu favoravelmente. De fato depois de dez horas de terríveis convulsões ocasionadas pela ferida, o moço recobrou a serenidade de espírito, pediu publicamente perdão do crime cometido, e mostrou desejos de confessar-se e receber o sagrado Viático. Enquanto se rezava a São José, o poderoso Santo havia falado ao coração do infeliz e o transformara. Uma crise ameaçadora ainda esteve a impedir que recebesse o Santíssimo Sacramento, mas São José venceu também esse obstáculo. O moço pôde comungar, e passou a última hora de sua vida a abraçar e oscular o crucifixo, dando exemplos admiráveis de resignação e de calma preparação para a morte. Entre os presentes não houve quem não atribuísse à mediação de São José tão consoladora conversão.

Nas mais dolorosas provações, invocando o Santo Patriarca, supliquemos a graça de imitá-lo em sua plena conformidade à vontade Divina.

Obs.: Trecho retirado do livro “Mês de São José” do Mons. José Basílio Pereira, 1948. O livro pode ser baixado no blog alexandriacatólica.

Sobre Débora Maria Cristina

email para contato: aformacaodamocacatolica@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: