Terceiro dia de meditação do mês de São José

5

 

Terceiro dia

Clique aqui e faça a oração inicial para todos os dias do mês de março.

Oremos para expiar nossas infelicidades às inspirações da graça.

São José era fiel à graça

Ele conhecia que lhe vinha do céu a inspiração, quando se tratava de causar uma alegria a Jesus, e, por mais que lhe custasse o que parecia do gosto do Divino Filho, fazia-o sempre. Não pensemos que a vida de São José tenha corrido sem abalo e sem sacrifício… Se Deus nos pedisse o que dele exigiu, compreenderíamos quão meritória foi sua fidelidade. Também nós sentimos muitas vezes uma voz que nos diz: Jesus ficaria contente, se procedesse deste modo, se fizesse tal sacrifício.

Oh! Prometemos hoje a São José fazer tudo o que a consciência nos sugerir para contentar a Jesus.

EXEMPLO

Uma das glórias da missão providencial de Santa Teresa foi propagar na Igreja o culto de São José. A ilustre reformadora do Carmelo colocou todos os seus mosteiros sob a proteção do santo Patriarca, e mandava que à porta de cada um deles pusessem a sua imagem. “Eu tomei por meu advogado e protetor”, escreveu ela, “e não me lembro de lhe ter pedido nada que não fizesse. É de pasmar a enormidade de graças que Deus me tem concedido por sua intercessão, e o número de perigos de alma e do corpo de que me tem livrado. Quisera persuadir o mundo inteiro a ser devoto deste glorioso Santo pela grande experiência que tenho dos bens que ele alcança… Contento-me, porém, de pedir por amor de Deus que o experimente quem não o crê, e verá por si mesmo que imenso bem é o recomendar-se o cristão ao glorioso Patriarca a seu devoto.”

Não cessava de advertir a seus religiosos e religiosas que São José deveria lhes ser sempre o pai, o guia, o superior; e, após a sua bem-aventurada morte, havendo um prelado da Ordem mudado em alguns conventos o título de São José pelo de Santa Teresa, ela apareceu subitamente em Ávila à venerável M. Isabel de S. Domingos, e indignada lhe intimou: “Dirás ao Padre Provincial que tire já o meu título aos mosteiros e lhes restitua o de São José, que tinham antes.”

A exemplo de Santa Teresa de Jesus, invoquemos sempre a São José.

Obs.: Trecho retirado do livro “Mês de São José” do Mons. José Basílio Pereira, 1948. O livro pode ser baixado no blog alexandriacatólica.

Sobre Débora Maria Cristina

email para contato: aformacaodamocacatolica@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: