Oitavo dia de meditação do mês do Sagrado Coração de Jesus

sagradocoracaodejesus

Clique aqui e faça a oração preparatória para todos os dias.

Oremos para que Deus nos conceda a graça de repelir as tentações, que durante o dia experimentarmos. Pai Nosso, Ave Maria, Glória, e a jaculatória: “Coração de Jesus, que tanto nos amais, fazei que vos amemos cada dia mais.”

Jesus e os aflitos

Que impressão deviam fazer nos corações estas palavras de Jesus: “Ó vós, que estais oprimidos de dores e sofrimentos, vinde a mim, que eu vos aliviarei.” Ainda ninguém tinha falado assim; ninguém se havia mostrado tão acessível a todos como Jesus… Assim, vede: os pobres, os doentes, e os abandonados são os que o acompanham. – Quem os queria anteriormente? Quem não os bania de sua convivência? Oh! Jesus, ensinai-me a ter um coração compassivo, a amar aqueles a que ninguém ama, a acudir aos que todos repelem… Daí-me sempre muitos corações, a quem eu possa consolar durante a minha vida.

Procurarei hoje ser útil a alguém da minha companhia.

Exemplo

O dr. José Charazae, fundador da Policlínica de Toulouse, autor de várias obras científicas elogiadas como de alto valor pela imprensa profissional, foi um verdadeiro cristão, sem fraqueza nem respeito humano. Começava habitualmente o seu dia por uma longa visita à Igreja de Beaulieu, onde, recolhido em fervorosa oração, oferecia ao Coração de Jesus as primícias de seus trabalhos. Depois, todo entregue aos deveres da profissão, suportava-lhe as tarefas com uma paciência heróica, viajando a toda hora do da e da noite para acudir aos enfermos, sem olhar a tempo desfavorável nem a maus caminhos, e dirigindo-se primeiro e de preferência aos pobres: “Os ricos, dizia ele, têm mais recursos; lhes é mais fácil providenciar”. Seu grande espírito de fé lhe fazia ver no indigente a personificação de Jesus Cristo sofrendo. Um dia um amigo lhe disse: “Meu caro, eu tenho muitos doentes para lhe mandar; devo porém prevenir que todos são clientes pobres e para consultas gratuitas.” – “Mas então, respondeu logo ele, não se há de tratar aos infelizes que não podem pagar médico? Mande-m’os todos, e sempre.” E todos os enfermos que lhe enviei, informa esse amigo, voltavam penhorados: não só lhes dispensava cuidados, mas fornecia-lhes remédios, dava-lhes até dinheiro, e com tanta bondade, que o modo de socorrer duplicava o mérito e o valor do serviço prestado. Aos 34 anos de idade, caiu gravemente enfermo, e preparou-se para a morte, comungando várias vezes na semana: no coração de seu Deus é que o médico exemplar ia haurir a sua invencível coragem e perfeita resignação. Tinha filhos em tenra idade, que a miúdo o acarinhavam; com os olhos marejados de lágrimas, ele dizia então aos que o cercavam: “Faça-se a vontade de Deus! Eles não puderam conhecer-me bem; vós lhes direis quanto eu os amava!” Um pouco antes de expirar, exclamou: “Eu morro, mas diviso lá no alto uma felicidade mais perfeita vejo o céu: eis a eternidade bem-aventurada. Lá, eu vos tornarei a ver um dia.” E, levando a mão ao coração, sorriu docemente à família, traçou sobre si um grande sinal da cruz, e entregou a alma a Deus. Na sociedade médica de Toulouse, em sessão de 21 de novembro de 1892, o secretário geral, dr. Bezy, fazendo o seu necrológio, dizia, entre outras coisas: “Ao lado de numerosas coroas depostas sobre o seu féretro pela piedade dos seus, via-se um buquê de violetas trazido timidamente por um pobre menino a quem Charazac salvara a vida por uma hábil tracheotomia…

Pratiquemos as virtudes de que nos deixa o mais belo exemplo e que resumem sua vida privada e sua carreira científica: Amor do trabalho, coragem na luta, bondade com os infelizes.”

Obs.: Trecho retirado do livro “Mês do Sagrado Coração de Jesus” do Padre José Basílio Pereira, que pode ser baixado no blog alexandriacatolica.blogspot.com

Sobre Débora Maria Cristina

email para contato: aformacaodamocacatolica@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: